topo frente

Histórico

Histórico

O Museu Dinâmico Interdisciplinar (MUDI) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) resultou do amadurecimento do Projeto de Extensão, Centro Interdisciplinar de Ciências (CIC), desenvolvido na UEM desde 1985, tendo como principal diretriz à integração da universidade com o ensino fundamental e médio e comunidade em geral. Os projetos de extensão relacionados ao Museu Dinâmico Interdisciplinar colaboram para formar profissionais comprometidos com as questões sociais, pois os monitores e professores do museu estão empenhados em encurtar o caminho a ser percorrido entre a produção do conhecimento e a sua popularização. Um grande trabalho de educação informal  e não formal, vem sendo desenvolvido com atendimento por meio de visitas, palestras, cursos, programa de rádio, espetáculos teatrais, musicais e eventos, realizados na Universidade Estadual de Maringá, ou em outros locais como parte das ações itinerantes do museu.

hall

Hall de entrada: ao fundo laboratório de extensão e pesquisa em reprodução de orquídeas e bromélias; jardim didático de orquídeas e bromélias; giroscópio humanoe caleidoglobo.


Os acervos e experimentos do museu possuem importantes utilizações, dentre elas: conscientização sobre os malefícios do tabaco para a saúde humana e para o meio ambiente; prevenção do uso abusivo de bebidas alcoólicas; prevenção de câncer de mama, gravidez precoce, DSTs e AIDS; reflexões sobre a violência urbana; produção de mudas de orquídeas e bromélias a partir de sementes, demonstrando que é possível utilizar-se destas plantas para comercialização e fonte de renda sem praticar o extrativismo vegetal que ameaça o patrimônio genético e a biodiversidade; conscientização sobre o uso, necessidade, cultivo e possibilidades econômicas das plantas medicinais; utilização de métodos alternativos para o aprendizado sobre os fenômenos químicos e físicos presentes no nosso cotidiano; utilização da arte para o ensino de ciências e para a formação cidadã numa perspectiva de união de lazer e aprendizado, entre muitas outras ações desenvolvidas. Atualmente, por meio do projeto Dramatizando a Cidadania, o MUDI, em parceria com o Núcleo Regional de Educação, Diretoria de Cultura da UEM, Receita Federal, Receita Estadual e SER-Sociedade Eticamente Responsável, Lions Clube Universitário Integração disponibiliza para a comunidade três espetáculos: "O Auto da Barca do Fisco", "Uma Nota Maestro" e "A Farsa do Fiscal que se Casou com a Trambiqueira". 

  barca 01
Peça Teatral "O Auto da Barca do Fisco"
  abaecatu 01
 Grupo Abaecatú
  farsa 01
 Peça Teatral "A Farsa do Fiscal que se Casou com a Trambiqueira"
 uma nota maestro 01
Peça Teatral "Uma Nota Maestro"



Até o início de 2005, devido às limitações das instalações físicas que possuíamos, mais de 20.000 solicitantes deixavam de ser atendidos e a maior parte do acervo e dos experimentos não podia ser disponibilizada para a população, limitando a ação do museu como espaço de popularização do conhecimento. A partir de 1993, não encontrando respostas positivas junto aos governos e órgãos de fomentos no que toca a concessão de recursos para construção de um edifício para sediar as exposições, ambientes de pesquisa e administração, os docentes que atuavam nos projetos viabilizaram os recursos para a construção da sede própria do museu, por meio da oferta de cursos de especialização, prestação de serviços e doação de recursos próprios. Dessa forma, trabalhando inclusive aos finais de semana, para angariar os recursos necessários à aquisição dos materiais, em 2002, iniciou-se a construção dos 1.700 m2 que compõem a "fase 1" da sede. A construção da sede do museu permitiu ampliar a capacidade e a qualidade do atendimento à comunidade extra-universitária; fortalecer as ações relacionadas ao processo de educação não formal e informal como complementação da educação formal e expansão cultural; reunir em um único local os acervos e atividades dos 24 projetos que integravam o programa em 2005 e atender a demanda reprimida. Na fase final de construção (2004/2005), obtivemos as seguintes colaborações para aquisição de materiais de acabamento e equipamentos (leia mais em: Financiamentos Obtidos)   

 Implementar o Museu Dinâmico significa ampliar o espaço interativo para exposições temáticas, possibilitar o uso dos acervos científicos e tecnológicos e os recursos escritos, audiovisuais e de multimídia tanto para a educação formal como não formal, com o intuito de inspirar, surpreender e educar. Geograficamente, Maringá encontra-se distante de centros que ofereçam às crianças, jovens e ao público em geral essa oportunidade. Nesse sentido, o MUDI tem possibilitado aos visitantes a ampliação dos horizontes de informação e conhecimento, em relação ao status científico e seu significado para a vida social, econômica e cultural, configurando como oportunidade altamente positiva de divulgação e popularização científica.

 anatomia2  brejo alegre  plantasmedicianis2
Charco Feliz razaoeosonho2  
Livros escritos por membros do MUDI cuja renda é revertida na manutenção do Museu.

 

Objetivo Geral

Promover a interação dos conhecimentos acadêmicos com os saberes e práticas sociais acumuladas constituindo-se em um Centro de Educação Continuada para a comunidade em geral; de atualização para professores da rede Estadual, Municipal e Privada; de interação dos acadêmicos de graduação com a comunidade e, também, um centro de observações sistemáticas para a coleta de dados para pesquisa.

Objetivos específicos

  •     Promover a interação entre o saber popular e o saber científico de maneira a construir um saber científico socialmente referenciado;
  •     Fortalecer o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa, cultura e extensão voltadas a interdisciplinaridade;
  •     Contextualizar o atendimento aos integrantes do ensino fundamental, médio e superior de instituições que não possuem acervo museológico;
  •    Ampliar o atendimento à comunidade não escolar, valorizando a educação informal, por meio de palestras e cursos para grupos de funcionários de empresas, corpo de bombeiros, pastoral da saúde, grupos de terceira idade, portadores de necessidades especiais, entre outros;
  •     Promover atividades itinerantes empregando lona de circo.

 

Metas

  •     Atender semanalmente (de terça a sexta feira) 900 alunos e 30 professores de ensino fundamental e médio;
  •     Atender ao público espontâneo em visitação realizada aos domingos (aproximadamente 200 pessoas por domingo, conforme constatado no período de funcionamento experimental do Museu);
  •     Assessorar através do fornecimento de material e apoio logístico às feiras e mostras de ciências promovidas pelas escolas das redes pública e privada da região;
  •     Oferecer um curso por ano para servidores de instituições que atendem aos portadores de necessidades especiais (40 por turma), como subsídio para o desenvolvimento do projeto Contribuição do Museu Dinâmico Interdisciplinar para a inclusão de  portadores de Necessidades Especiais (já em execução);

     Oferecer cursos de atualização para professores do ensino fundamental e médio com as temáticas:

  •      Estatística aplicada à educação ambiental e à educação fiscal, utilizando o ambiente de inclusão digital do museu;
  •      Neuropsicologia da aprendizagem;
  •      Práticas de laboratório nas áreas de física, química, biologia vegetal e animal, utilizando o laboratório e equipamentos do museu;
  •      Educação para a saúde.
     

    anatomia

    Vista parcial da exposição permanente do "Teatro Anatômico", onde o visitante é estimulado a refletir sobre a história da anatomia e sua relação com a arte, além de poder observar diversar peças anatômicas normais e patológicas.
    •  

  •      Realizar palestras no museu e na comunidade de acordo com as temáticas solicitadas pela população;
  •      Realizar atividades de capacitação permanente de monitores, para o atendimento no museu e para o desenvolvimento de atividades acadêmicas práticas, através de mini-cursos, selecionados entre os alunos de curso de graduação da Universidade Estadual de Maringá e de outras instituições de ensino superior;
  •      Oferecer um curso por semestre para grupos de terceira idade (40 idosos por turma) e selecionar idosos interessados em atuar como monitores no museu;
  •      Realizar uma exposição temporária por semestre no ambiente do museu possibilitando o intercâmbio com outras instituições;
  •      Possibilitar o desenvolvimento dos projetos científicos, artísticos e culturais atualmente vinculados ao museu e fomentar a implementação de novos projetos.